Música que não louva Deus é do diabo?

Por Renato Vargens
Pois é, volta e meia ouço alguns evangélicos me questionando a respeito disso. Sinceramente fico a pensar com meus botões de onde foi que tiraram essa doutrina de que a música que não exalta a Deus é do diabo.

Como já escrevi anteriormente no artigo “Eu ouço música do mundo” a doutrina da graça comum aponta para um Deus que é a fonte de toda cultura e virtude comum que encontramos entre os homens. Em outras palavras isso significa dizer que tanto a poesia como as formas variadas da arte, são expressões vivas da multiforme sabedoria de Deus.

Desde que me converti tenho ouvido a doutrina que afirma que antes da queda, Lúcifer era responsável pelo louvor no céu. E que o fato de ter caído, o levou a usar desta arte para profanar o nome de Deus. Fundamentados nisso, alguns evangélicos afirmam que toda música que não louva a Deus tem por fonte o capeta. Aliais, desde que Raul Seixas afirmou que o “Rock é do Diabo” parte da igreja de Cristo vestiu a carapuça da credulidade dando todos os créditos ao pai da mentira. Ora, não há beleza que não venha de Deus. Foi Ele quem idealizou a música, a arte, a poesia, a festa e a cultura.

Caro leitor, lamento desapontá-lo em afirmar que o cramulhão nunca foi ministro de louvor no céu. Desculpe, aborrecê-lo mais não foi o diabo quem criou o samba, o rock, o choro ou qualquer outro tipo de ritmo musical. Deus é o autor da arte, da música e da poesia. Louvado seja o seu nome por isso!

Como escrevi anteriormente não nos é possível “satanizarmos” o “insatanizável”, até porque é impossível negar a ação de Deus entre os homens ao ouvir clássicos da música como “One” do U2, ou "Miss Sarajevo" onde Luciano Pavarotti leva qualquer um às lágrimas com sua participação especial, ou ainda ouvir Perpetuum Jazzile & BR6, cantando "Aquarela do Brasil"

Isto posto afirmo sem titubeios de que a música, arte e a poesia são presentes de Deus à humanidade.

Pense nisso!

Renato Vargens

113 comentários:

Adorei o texto! Concordo plenamente!
Abraço.

11 de agosto de 2009 15:38 comment-delete

Concordo plenamente. Excelente texto!!!

11 de agosto de 2009 15:47 comment-delete

Pr. Renato lamento dizer que a musica que não louva a Deus, também não tem nada haver com o crente, porque? por que toda musica vem de uma fonte e inspiração, isto não ha como discordar, se o compositor não tem compromisso com Deus, o que ele pode ter do caracter de Deus? nada. E além do mais Jesus disse que o mundo jáz no maligno. E tem mais Jesus disse que é sim sim e não o que passar disso é procedencia do maligno.
Pr. ca pra nós valar que U2 tem alguma coisa boa pra oferecer aos cristãos é no minímo uma falta de conhecimento muito grande, os caras totlamente envolvidos com drogas, bebidas, libertinagem sexual, o Sr. acha que desta fonte pode sair agua doce pra alimentar cristão?

Anônimo
11 de agosto de 2009 15:49 comment-delete

Pastor suas postagens são apenas falacias e o Senhor não usa bases bíblicas para seus posicionamentos.

E quando cita a bíblia, sua bases não tem sustentação teológicas. Sugiro ao nobre pastor que leia mais a bíblia antes de se declarar um catedratico. E um escritor de livros, que teoricamente versão sobre assuntos bíblicos.

11 de agosto de 2009 15:56 comment-delete

Nossa! Que ótimo abordagem sobre o tema! Parabéns!!

Deus seja louvado por isso!

11 de agosto de 2009 16:05 comment-delete

Digo o seguinte... "examine tudo e retém o que e bom".

11 de agosto de 2009 16:28 comment-delete

é realmente muitas das letras dessas musicas em sí não há mal algum, mas essas musicas são em sua maioria oferecidas aos deuses de seus interpretes (em ritais que eles frequentam) , outros já se decaram ateus, estaria Deus se alegrando com seus amados compartilhando disso? aí eu pergunto é licto a gente condizer com isso?
reflita:1 Coríntios
6:12 ¶ Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma.
1 Coríntios
10:23 ¶ Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm; todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas edificam.

não que seje proibido ou pecado, mas sera que agrada a Deus ouvirmos???
talves Ele realmente nem esteja preocupado com o que estamos ouvindo, mas sim com o que temos praticado em favor ao proximo...

11 de agosto de 2009 16:34 comment-delete

Li o comentario do espresso
Meu Deus, de onde ele tirou a idéia que o Pr Renato não tem base
bíblica?
Sou compositor de centenas de hinos e confesso que gosto muito de arte . Gosto de bossa nova e de poemas de amor!
Um dia este jovem (o espresso) talvez se envergonhe do comentário bobo que escreveu...
Pr Renato, cada dia mais os crentes maduros e espirituais te admiram!
pr Paulo Cesar Brito
Rio de Janeiro

11 de agosto de 2009 16:41 comment-delete

Querido Pr. Paulo Brito,

Obrigado pelo carinho.

Pr. Renato Vargens

11 de agosto de 2009 16:57 comment-delete

Sem duvida que não pertence ao Diabo, Abraham Kuyper diz: "Não há um centímetro quadrado que Cristo não possa dizer que é meu". Tudo é para glória dele e para ele são todas as coisas (Cl. 1.26). Mais temos que ter um equilíbrio quanto as músicas que ouvirei, vamos lembrar de Paulo em Filipenses 4.8 que diz: "Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai".

11 de agosto de 2009 16:58 comment-delete

Prezado Jessé,

Concordo com vc. Tudo pertence a Ele. Agora, bom senso é indispensável ao escolher o que ouvir. O que não dá é dizer que a toda música é satânica.

Abraços,

11 de agosto de 2009 17:17 comment-delete

Deus criou a cana porque sabia que o homem precisava de açucar.
criou o limão porque sabia que o homem precisava de limonada ou temperar uma salada...mas o diabo pegou a cana e fez a pinga, cachaça,
etc..
pegou o limão e fez caipirinha, colocou no conhac etc, mesmo asim acontece com a musica,deus criou a musica para seu louvor..mas o diabo transformou a musica em rock
sol e outras coisas mais...

11 de agosto de 2009 17:41 comment-delete

é bastante triste ler um tópico de uma pessoa que se diz um homem de deus falando que não tem problema a gente ouvir musica do mundo, nós crentes. sinceramente vou orar para o sr é o minimo que eu posso fazer para uma pessoa completamente equivocada com a palavra de DEUS vc não precisa me responder´porque nunca mais vou ler alguma coisa que vc escrever.é uma pena.....

Anônimo
11 de agosto de 2009 17:42 comment-delete

realmente gostava de ver as mensagens
do renato vargens, mas agora eu vi que se cumpre que a letra mata e o espirito vivica, em matéria de espiritualidade ele é um 0 a esquerda

11 de agosto de 2009 17:46 comment-delete

Meu Deus, quanta polêmica a respeito desse assunto. Percebo a dificuldade de se avaliar o conteúdo da música em si,sem colocar em discursão a pessoa de seu interplete.Pergunto eu, quem garante por aqueles que se pronunciam evangélicos sem que nós conheçamos seu testemunho pessoal de vida. Só poeque se diz ser cristão, suas músicas louvam a Deus? Fica difícil essa linha de pensamento,precisamos mudar nossos conceitos. Jesus disse:É pelos frutos conhecereis a árvore.É pela letra da música que podemos ter uma idéia da pessoa que o escreveu, muitas vezes quem canta nunca deu nem uma parada para refletir no que a mesma tem a dizer.

Ferreira
11 de agosto de 2009 17:48 comment-delete

Sr. Anônimo,

o senhor tem todo o direito de ler meus textos e dicordar. A única coisa que eu não entendo é porque o senhor não se identifica?

abraços,

Pr.Renato Vargens

11 de agosto de 2009 17:48 comment-delete

Com todo o respeito pastor, mas tenho que escrever que as músicas que não louvam a Deus são realmente do diabo. Um bom exemplo? Créu! Bonde do Tigrão, etc. Funk carioca não é de Deus, rs.

Agora falando sério, para existir música precisa haver uma coisa celestial chamada harmonia, sem ela a música não existe.
Coloco então minha listinha de músicas que "não" são de Deus, será?
http://pensareorar.blogspot.com/2009/08/o-estranho-fruto-sangrento-do-sul.html - O Estranho Fruto Sangrento do Sul - Billie Holiday
http://pensareorar.blogspot.com/2009/06/arvoreando.html - Arvoreando - Música que fala da amizade.
http://pensareorar.blogspot.com/2009/07/sob-custodia-maninho.html - Sob Custódia - música do cantor e compositor gaúcho Maninho
http://pensareorar.blogspot.com/2009/05/dar-um-tempo-para-musica.html - Uma Coisa Só - uma parceria de Ziza Fernandes e Maninho - Coisa Linda!

Pra quem tem alguma dúvida passe no site irmaos.com e ouça o podcast com o pastor Ariovaldo Ramos sobre isso. Link http://www.irmaos.com/podcast/index.php?id=1804

11 de agosto de 2009 17:51 comment-delete

olha sinceramente me preocupa esta questão: até onde devo ouvir músicas que não falam de Deus?
Minha opinião pessoal que letras humanistas não fortalecem minha fé, não me orienta a ter uma vida condígna diante do meu Rei Jesus, nada me acrescenta, no lugar de ouvi-las, ouvir músicas que exalta o nome de Jesus é melhor, ou ainda no lugar de ouvir estas músicas, ler as escrituras sagradas que são fontes mananciais de águas que curam, libertam e que estauram...Pra mim estas músicas não me ajudam em nada, então eu simplesmente nã as ouços....oriento...que a cada leitor examine o conselho Bíblico que esta em 1 Co. 10:31"...Portanto, quer comais quer bebais, ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para glória de Deus..."

Anônimo
11 de agosto de 2009 17:56 comment-delete

Engraçado, ontem memso ouvi "Miss Sarajevo" com Pavaroti, quase despenco em choro. Uma voz magnífica e cheia de emoções!!
Fui criada ouvindo músicas e a família de meu pai é súper musical. Nossos encontros eram regados a acordião, piano, gaita, violão etc... Algumas vezes brotavam hinos, fruto da tradição e criação da família de berço batista. Noutras, chorinhos antigos, alguns clássicos ao piano... e ali ficávamos, unidos, comemorando e celebrando a família.
Quer coisa mais divina que esta?
Boa reflexão pr. Renato!!!

11 de agosto de 2009 18:21 comment-delete

ps: o U2 é um grupo que surgiu dentro de princípios cristãos e alguns de seus integrante o são até o dia de hoje!!
Fazem um excelente trabalho, inclusive social!
Abçs

11 de agosto de 2009 18:23 comment-delete

Concordo em gênero, número e grau com Pr. Renato!

É triste ver como existe ainda essa discussão...
Gente, pelo amor de Deus!!! É questão de bom senso, como bem destacou o Pr. Renato! Acho inadmissível que nós como Cristãos que somos, não saibamos diferenciar aquilo que é bom do que é ruim. Como não sabemos fazer isso, qual a forma de agir? O que "não é Deus" não presta!!
Mas o que não é de Deus mesmo???
Que eu saiba, tudo é Dele, por Ele e para Ele...
Então, devemos aprender a valorizar o que é bom (com bom senso!).
Perdemos muito tempo com essas discussões, ao invés de aproveitar ótimas músicas...

Deixo um pergunta: O que causa mais dano hoje na Igreja: A musica "do mundo" ou a musica dita evangelica totalmente humanista (que em nada louva a Deus)??

Pr. Renato, que Deus continue te abençoando e inspirando para escrever textos tão esclarecedores!

11 de agosto de 2009 18:28 comment-delete

Very, very good!
Escuto música secular o dia inteiro. Se esta fosse do diabo eu já estaria ardendo nas profundezas.
Ontem mesmo traduzi à mão um texto de 12 pp sobre o Livro do Apocalipse, vibrando sob um concerto de André Rieu, pensando, como sempre: Já estou no céu: trabalhando para o Senhor e ainda escutando essa maravilha!
Hoje digitei metade e o resto ficou para amanhã.
Abraço
Mary Shultze

Anônimo
11 de agosto de 2009 18:29 comment-delete

Prezado João,

excelente pergunta!

O que causa mais dano hoje na Igreja: A musica "do mundo" ou a musica dita evangelica totalmente humanista (que em nada louva a Deus)??

Então irmaos? Vamos responder?

11 de agosto de 2009 18:33 comment-delete

ótimo texto!!! Vamos parar de ser HIPÓCRITAS!!! O que nos caracteriza como cristãos não é se ouço música secular ou não, mas, sim o nosso testemunho, aquele que roubava não roube mais...

11 de agosto de 2009 18:34 comment-delete

Gente, estamos falando de música, onde que créu é música ?, bonde não sei das quantas ?, agora penso que o SENHOR que nos dá dons, dá também ao que não é evangelico, então vejo muitas músicas do genero
MPB com letras fantásticas, que falam de amor, amizade, naturesa, familia, namoro, dentro de uma moralidade que não ofende em nada os principíos da familia, agora o que tem chamados louvores de má qualidade, só JESUS mesmo com sua misericórdia, eu particulamente ouço rádios evangelicas, porém quando cai a qualidade eu mudo para uma música clássica, MPB, o que não quer dizer que é do diabo e nem que DEUS não está presente,
agra sejam criticos construtivos, não diminuam ninguém, pois somos todos nós aprendizes, não sejamos fanáticos, porque é pior que ser ateu, dica para um bom louvor no youtube/vozdaverdade(projeto no deserto ).
Gilbert Raposo, um aprendiz em Cristo Jesus.

GILBERT RAPOSO
11 de agosto de 2009 18:36 comment-delete

Olá Pr. Renato concordo em que a música é de Deus e acho que algumas pessoas estão confundindo música com letra, essa sim temos que filtrar. E já reparei que algumas pessoas levam para dentro da igreja coisas que aguçam a sexualidade de outros (embora saiba que isso está na cabeça de alguns, nada tem a ver com o ritmo)Mas existem pessoas que precisam ser tratadas por Deus de homosexualismo, drogas, adultério, prostituição entre tantos outros problemas e automaticamente começam a expressar através do corpo aquilo que está ouvindo( isso quando a música é tocada na igreja, pois tem igreja que tocam certas músicas que só mudam a letra e neste caso a pessoa viaja e nem presta a atenção na letra), mas daí a dizer que é do diabo é um exagero, no minimo falta de sabedoria do homem de saber que há hora e local para tudo(sendo que adorar a Deus é em todo tempo e em qualquer lugar). Podemos ouvir música secular sim desde que selecionadas do contrário estaremos fazendo apologia de várias coisas que desagradam a Deus e não sendo coerente com aquilo que somos. Precisamos deixar que o Espírito Santo nos ensine e nos direcione. A Paz.

11 de agosto de 2009 18:37 comment-delete

repondendo a pergunta do João : O que causa mlais ldano na minha opinião é a música humanista, que tem o poder de enganar a muitos que como eu achou durante muito temppo que estava adorando e quando cai na real é lrealmnente um dano muito grande, uma decepção, um estrago interior, luma sensação de ter perdido um tempo valioso de sua vida. Que Deus nos abençoe e esteja sempre abençoando pessoas compromissadas comk a verdade.

11 de agosto de 2009 18:47 comment-delete

João Vitor,

Olhe só essa canção da Jamile. Ela é completamente humanista e antropocênctrica:

Tão certo como a luz do amanhecer
Teu sonho é possível sim
A nuvem cinza se dissipará
E nada mais será em vão
É sua vez
A mão de Deus
Vai escrever
Mais um de seus milagres
Se você crer
Que hoje é o tempo de vencer
Acredite o céu diz que sim
Num calendário que só ele vê
Ele já marcou a tua ascensão
Dê asas e a fé te levará
A lugares que você jamais
Jamais sonhou
A mão de Deus
Vai escrever
Mais um de seus milagres
Se você crer
Que hoje é o tempo de vencer
Acredite o céu diz que sim.

Isto posto pergunto: Isso é adoração? Aliás o que é adoração?

Abraços,

11 de agosto de 2009 18:54 comment-delete

Sinto informar a essas pessoas que não tem coragem de falar o nome, que elas não adoram a Deus e sim ao Diabo, pois se elas acham que o diabo pode fazer coisas tão maravilhosas assim eles estão exaltando o diabo.
E para a outra pessoa que citou o nome das "musicas imundas" queria perguntar a ela se ela não tem um bom senso e sabe dicernir o que tem que ouvir ou não
Porque como tem musicas do mundo que não são boas e tem outras evangélicas que são imundas com por exemplo:Ceu que é plagio de CRÉU Ou seja, saiba dicernir.
O texto está muito bom mesmo nos ensina a deixar de seer bitolado e excluido do mundo!
abraços
Luiz Filipe

Anônimo
11 de agosto de 2009 19:08 comment-delete

Pr Renato, nao costumo postar em blogs, mas os seus comentarios sao agua fresca em um vale seco de pessoas que, julgando-se castas e santissimas, apedrejam qualquer coisa que exija um pouco mais de raciocinio biblico-espiritual. esta pseudo-santidade muito mais me parece arrogancia religiosa. que Deus te abencoe e que, na mesma medida, tenha compaixao destes neofitos, alvos do nosso amor. Fiel e a ferida do amigo!

Sandro Penha
11 de agosto de 2009 20:18 comment-delete

Na verdade,nem sempre uma música 'do mundo', que não louva a Deus, seja uma adoração ao diabo.
Porém entendo que,uma vez tendo saido do mundo e o deixado para trás com todo aquilo que é seu,prá que outra vez me apegar ás coisas dele.
Entendo que muitas letras de musicas não estão exaltando ao diabo,nem fazendo apologia ao pecado.Mas, convenhamos:é necessário estar muito alerta quanto ao que se acha bom para ouvir.A maioria dos cantores,bandas,conjuntos e etc... não têem consigo o principio biblico.Não têem compromisso com Deus e eles sempre são amantes das pornografias,licensiosidades,drogas e alguns se manifestam livremente como adoradores do diabo.Os Beatles, diziam que 'eram mais populares que Jesus Cristo'.Muitos que compõem as MPB's,são imorais, espíritas,kardecistas,etc...
Então diante disso, eu resumo que eu não tenho a minima vontade de ouvir música que não adoram a Deus.Tenho minha concepção formada assim e quero aprender cada dia mais que louvar e ouvir louvores é bom para meu coração e alma.E com a certeza de que 'Deus,habita no meio dos louvores'.

11 de agosto de 2009 21:36 comment-delete

Esse assunto me impulsiona a escrever...Mais uma vez vou comentar!
Dessa vez, vou responder minha própria pergunta.
Tenho certeza que a música ditaevangélica, mas que na verdade é humanista, nos prejudica muito mais!
Temos que ver pelo seguinte prisma: Uma musica "secular" tem apenas o objeivo de entreter e/ou o cantor tem desejo de fazer sucesso.
Em contrapartida, a música evangélica, deveria ser totalmente voltada para Deus! Se não for, não pode ser chamada de louvor, de adoração. Se em nossas igrejas ou em qualquer outro lugar cantarmos músicas onde o tema principal, sejam os homens, Deus não é o foco da música, logo, passa a ser secular. O pior é que essa música é uma enganação.
A música citada pelo Pr. Renato, da Jamille(segue abaixo)é um excelente exemplo.

Num calendário que só ele vê
Ele já marcou a tua ascensão
Dê asas e a fé te levará
A lugares que você jamais
Jamais sonhou
A mão de Deus
Vai escrever
Mais um de seus milagres
Se você crer
Que hoje é o tempo de vencer
Acredite o céu diz que sim.


Não sou contra esta cantora, nem contra nenhum outro. Apenas digo que não podemos continuar cantando estas canções que cantam algo ireal.
Sinceramente, prefiro ouvir clássicos como algumas músicas do U2, Dire Straits entre outras bandas que são boas...Ah sempre ouço Deus falar comigo através dessas canções!!!

João Vitor

11 de agosto de 2009 21:40 comment-delete

João Vitor,

Concordo com vc em gênero, número e grau.

Abraços,

Pr. Renato Vargens

11 de agosto de 2009 21:47 comment-delete

Pr. Renato,
a única coisa que tenho a dizer lendo tudo o que vc escreveu e o burburinho que isso causa entre a comunidade cristã: DEUS TE ABENÇOE E CONTINUE TE ENCHENDO DE GRAÇA, SABEDORIA E MUUUUITO AMOR PRA LEVAR A FRENTE QUESTÕES TÃO DELICADAS E POLÊMICAS E AO MESMO TEMPO TÃO APRISIONADAS DENTRO DO ÂMAGO DAS PESSOAS QUE OU NÃO TÊM CORAGEM DE ENFRENTÁ-LAS E SE ESCONDEM POR DETRÁS DE UMA CAPA DE RELIGIÃO, SATANIZANDO TUDO O QUE NÃO É CAI-CAI OU TREME-TREME, OU SE ENCONTRAM PERDIDAS NUM OCEANO DE DÚVIDAS, QUE POR SINAL NÃO PROVÉM DE DEUS.
Muito obrigado pela sua audácia, sua coragem, seu amor pelo Evangelho e pela VERDADE.
Um grande abraço e Deus te abençoe

AC
11 de agosto de 2009 23:04 comment-delete

Será que "isso" exalta Deus?
"...Vão dizer que você nasceu pra vencer
Que já sabiam porque você
Tinha mesmo cara de vencedor
E que se Deus quer agir ninguém pode impedir
Então você verá cumprir cada palavra
Que o Senhor falou,
Quem te viu passar na prova
E não te ajudou
Quando ver você na benção
Vão se arrepender
Vai estar entre a platéia
E você no palco
Vai olhar e ver
Jesus brilhando em você
Quem sabe no teu pensamento
Você vai dizer
Meu Deus como vale a pena
A gente ser fiel
Na verdade a minha prova
Tinha um gosto amargo
Mas minha vitória hoje
Tem sabor de mel..."
Fila da Promessa
"Não saia da fila da promessa não, meu irmão. Quem sabe o anjo grita a tua senha hoje aqui. As circunstâncias, podem até estar dizendo que não. Mas se Ele deu sua palavra, Ele vai cumprir..."

12 de agosto de 2009 00:29 comment-delete

Tema dificílimo de comentar, mais vou tentar... Não era muito a favor disso e ainda tenho um pouco de pre-conceito, mais se vc procurar parar de ver pelo lado cultural brasileiro, as musicas sempre trazem uma mensagem basta vc retirar o que vc acha que pode edificar sua vida e o restante jogue fora,...

12 de agosto de 2009 03:29 comment-delete

caro espresso: Acredito que vc não esteja lendo com atenção aos artigos postados neste Blog... o que mais o Pr Renato usa são bases bíblicas para sustentar seus argumentos...
O texto é, como sempre muito bem escrito...

12 de agosto de 2009 05:09 comment-delete

Gente, salvo o devido respeito por opinião contrária, estamos confundindo a obra com o criador. Uma musica ou uma letra têm valores intrínsecos ou o valor delas depende de quem as criou? Imaginemos que Roberto Carlos se declare ateu mas continue a escrever as mais belas canções de amor, como várias que ele tem escrito ao longo de décadas de carreira! Deixarei de ouvir tais canções por causa do criador delas? Deixarei de dizer à minha amada «como é grande o meu amor por você» pelo simples fato de ter sido RC a criar essa canção? Não acham que uma vez criada uma canção, ela se liberta do seu criador e ganha vida própria? Aí entra o meu livre arbítrio e escolho o que edifica ou não! Haverá alguém que não se emocione ao ouvir canções de James taylor ou do Jorge Vercilo? Ora, pelo que eu sei nenhum deles tem nada a ver com Cristo! Que Deus nos ajude a libertarmos do farisaismo e a procurar ter vidas cristocêntricas. Tudo o resto é palha que o vento espalha!
Joao Gomes

Anônimo
12 de agosto de 2009 07:08 comment-delete

É isso mesmo João, muito bom!Levei muito tempo ouvindo só música "gospel" mas pela misericordia de Deus estou sendo "Liberta" disso, e tenho discernimento para ouvir o que é bomn e não o que é "gospel" acho que isso é tipo uma lavagem cerebral onde ficamos condicionados aquilo e não vivemos mais nada e deixamos de aprender que Deus usa a todos mesmo os que não "estão em sua presença" *(só quem sabe quem está ou não é Deus) vamos escutar o que nos faz bem, acredito qua na hora H Deus não vai perguntar o que ouvimos, mas a quem servimos. A Paz do senhor!
Márcia Regina

12 de agosto de 2009 10:22 comment-delete

Gostaria de colocar um pouco mais de lenha na fogueira... Os músicos profissionais, sejam ele de que crença forem, cumprem uma vocação e usam talentos que vieram do Criador. E quem não concorda com isso, pode tentar me explicar de onde vem um talento, se não for de Deus. Mesmo quem não crê na graça comum e que resta sempre algum traço da imagem e semelhança de Deus mesmo naqueles que não confessam Jesus como Salvador há de concordar que fazer música significa cumprir sua vocação, seu chamado, mesmo que não reconheça que isso vem de Deus. Pela lógica, se cremos que o cumprimento de vocação e seus resultados são de Deus se a pessoa é crente, e são do Diabo se a pessoa não é crente, por favor, sejamos coerentes: se não podemos ouvir músicas de qualidade, que não afrontam a Deus, porque são resultado do cumprimento da vocação de pessoas que são do diabo, então, se seu médico cirurgião não for crente, mude de médico. Quando for ao restaurante, se o mâitre não for crente, saia e procure outro (se for o cozinheiro do diabo, então, mais grave ainda). Não se matricule em qualquer tipo de escola que não for cristã. Cinema, esqueça. Nem A Paixão de Cristo, pq, convenhamos, quem pode garantir que o Mel Gibson é cristão mesmo? E que dirá o ator que representa Jesus?! Agindo assim, estaremos fazendo aquilo que o próprio anônimo disse: julgando a tudo e todos.
Gente, todos os que cumprem seu chamado profissional (obviamente, salvo aquelas ditas profissões que trabalham frontalmente contra princípios bíblicos), quando o exercem com honestidade e dedicação, cooperam com Deus para não deixar que a criação seja totalmente destruída pelo nosso pecado. Quer eles saibam disso, quer não. Nossa visão sobre o trabalho é muito equivocada e reducionista... Eu trabalho com meio ambiente, e luto dia a dia para que a natureza não seja destruída. Tenho muitos colegas que assim tb o fazem. Eles tb não não estão cooperando com Deus? Ou o trabalho deles é do diabo?
Alguém aí citou a música Céu como adaptação da tal de Créu. Eu não conheço nenhuma das duas. Mas, para quem não sabe, um dos hinos cristãos mais tradicionais, Castelo Forte, foi feito como uma adaptação de música de taberna na Alemanha, sempre regada a muita cerveja, por nada menos que Lutero.

Juliana
12 de agosto de 2009 10:24 comment-delete

Ah! a letra que a Meire enviou se for peneirar não sobra nada. E se alguém não quer escutar "músicas do mundo" é umna opção (e não obrigação ou pecado)respeitamos e temos que respeitar a opção do outro também

12 de agosto de 2009 10:26 comment-delete

Bem lembrado juliana, algumas músicas cantadas em nossas igrjas possuem as mesmas melodias das canções cantadas nos cabarés europeus.

Bom colocação!

Abraços

12 de agosto de 2009 10:37 comment-delete

Queria ver esta mesma movimentação de indignação ou defesa quando assunto fosse ética pessoal, pedofilia, prostituição, etc...

Os tópicos com mais comentários são os que focam na cultura.

Isto já denota onde esta o coração e mente dos crentes de nossa naçao!

Deus tenha misericórdia da igreja brasileira!

Abração

12 de agosto de 2009 13:00 comment-delete

Sandro,

Como diz o ditado popular: "falou pouco, mas falou bonito."

Abraços,

12 de agosto de 2009 13:09 comment-delete

Gente, quanta "bobagem" - Existem lindas músicas - O Sertanejo Regional, que nos faz lembrar as raízes, melodias que falam de amor, amizade - MPB, quão maravilhoso é ouvir Toquinho, Elis - ah já sei vão falar que a Elis foi drogada e tudo o mais... mas o assunto não é a "pessoa que ela foi" sinto muito, mas problema dela e não meu, mas as músicas interpretadas por ela, sim a música que encanta, e os clássicos ao som de pianos, e o Rock??? Elvis Presley aprendeu a cantar na Igreja, Deus deu-lhe uma voz maravilhosa, adoro Titãs, e o Renato Russo canta uma música com textos bíblicos "È só o amor, é só o amor, que não tem raiva ou se envaidesse, o Amor é Bom" isso não é de Deus???? Gente....... temos que ter visão e saber o que é bom lemos ou ouvimos, ou então mudamos ou deletamos, Pr. Renato, nunca me manifestei, mas não pude ficar quieta, adoro seus textos e os leio diariamente e continuarei a ler. Abraço

12 de agosto de 2009 13:13 comment-delete

Parto do seguinte princípio de que a música é a arte de combinar os sons melodiosos.Gosto da música,sou fã da boa música,convivi muito próximo de pessoas que se envolviam com arte de cvantar e compor,pois, digo que, foi Deus quem deu o talento,dom de cantar para algumas pessoas,assim para compor também.A música só é para o Diabo se nela,estiver letras ,exaltando o nome do capeta!

12 de agosto de 2009 13:17 comment-delete

Isso aí, acho que a Juliana disse tudo!
Se discutimos com isso, imagina se formos pensar que existem músicos cristãos que trabalham tocando na noite??
Imaginem a discussão que isso trará?

João Vitor

12 de agosto de 2009 13:32 comment-delete

Isso me lembra um fato que aconteceu em determinada igreja...

Um amigo foi pregar naquela igreja e o pastor desta denominação chamou este meu amigo para mostrar a nova aquisição da igreja: uma padaria completa!

Ele olhou aquilo e pensou:
"Nossa para saciar um pouco da fome das pessoas eles montaram uma padaria para doar o pão produzido aos necessitados!"

Só que não foi este o real motivo para a montagem da padaria...

O pastor falou todo orgulhoso:
"Agora até a nossa ceia é sem contaminação dos impios! Agora nós produzimos os pães que são distribuidos na ceia! Não tem mão de impios na produção do pão!"

Meu amigo, ouvindo aquele absurdo, não se conteve:
"Vcs gastaram dinheiro com esta montagem de padaria por este motivo? Não é para diminuir um pouco a fome dos famintos? Não é para tentar mudar o futuro de tantos jovens que precisam de um profissão? Saiba que a loucura de vcs foi em vão, pois quem fez a farinha? Quem plantou o trigo era cristão? E quem produziu o fermento, era um regenerado? e os utensílios para produzir os pães, eram de fábricas "nascidas de novo"? E o leite vem de vacas convertidas?"

O pastor daquela igreja ficou envergonhado!

Esta é a mentalidade de muitos...

E quando o assunto é música ainda acham que existem notas musicais de Deus e outras do diabo...

Por isso AFIRMO: Quando o assunto é cultural muitos se indignam... Quando o assunto é postura diante do mundo, relativizamos muito!

Deus nos ajude!

12 de agosto de 2009 13:54 comment-delete

Sandro,

Isso é verdade? estou chocado! Aonde vamos parar? Que loucura é essa? Como bem dizia o Jô Soares na década de 80, me tira o tubo! (será que é pecado ver o jô?) Xiiii...

Abraços,

Renato Vargens

12 de agosto de 2009 13:57 comment-delete

Acabei de receber da minha amiga Ana Paula este maravilhoso vídeo. Nele vc verá Jorge Camargo cantando I still haven't found what I'm looking for do U2, no lançamento do livro Cristianismo Criativo? do Steve Turner na Livraria Cultura.

http://www.youtube.com/watch?v=BkSCBFPGo24

Abraços,

Pr. Renato Vargens

12 de agosto de 2009 14:32 comment-delete

Prefiro acreditar em Raul Seixas que me parece mais sincero que o pastor com toda esta "teologia".

Paulo Tavares
12 de agosto de 2009 17:23 comment-delete

iRMÃOS PRECISAMOS NOS ALIMENTAR DAS COISAS DE DEUS PARA SABERMOS EM QUEM CONFIAR.PREFIRO ACREDITAR NO DEUS QUE ME DEU A VIDA, ME TIROU DA LAMA,DE PROSTITUIÇÃO,DA VIDA LOUCA,QUE ME CUROU,QUE ENVIA A LUZ DO ENTENDIMENTO DO QUE FICAR CANTANDO QUE NASCI A 10 MIL ANOS ATRÁZ,COMO SE EU ESTIVESSE REENCARNADO!PREFIRO SER SEGUIDOR DO PASTOR RENATO ONDE ESTOU APRENDENDO O SENTIDO DA VIDA ,ATÉ PORQUE DEUS O USA VALEU!!!!

13 de agosto de 2009 17:12 comment-delete

A nossa grande dificuldade chama-se;NOSSA OPINIÃO, isto dá uma confusão que não tem tamanho. Haja visto o grande numero de denominação existente, tudo devido ao, eu penso assim, eu acho que é assim. Queridos, o que vale é o que DEUS pensa a respeito. A Nação é Dêle, a Igreja é Dêle e ponto final. Por isso, não adianta ler Renato, Gisa, Rogerio e etc... Temos que ler é a Biblia, que são os Seus pensamentos (cultura do seu reino)para nós, o seu povo, sua propriedade exclusiva. O reino do diabo é do diabo e o DEUS é DEUS. Resta saber a que reino pertecemos.
Conhecereis a Verdade e a Verdade vos libertara.

Pr. Carlos Grangeiro

Pr. Carlos Grangeiro
14 de agosto de 2009 01:12 comment-delete

QUERIDO PASTOR CARLOS GRANGEIRO,O QUE SERIA DE UMA CRIANÇA ENTRANDO EM UM COLÉGIO SEM PROFESSOR,DE UM UNIVERSITÁRIO 4 OU 5 ANOS SEM PROFESSOR E O QUE SERIA DO SENHOR,SE NÃO ESTIVESSE ALGUÉM PARA TI ORIENTAR NOS PRIMEIROS PASSOS PARA APRENDER A VERDADE DAS ESCRITURAS SAGRADAS.POR ISSO LOUVO AO SENHOR QUE ME LEVOU ATÉ UM HOMEM COMPROMISSADO COM AS COISAS DO REINO DE DEUS E COM COMPROMISSO COM A VERDADE,E TEM MAIS,QUE FAZ OPOSIÇÃO AOS ASSUNTOS POLITICAMENTE CORRETOS,EM SE TRATANDO DA PALAVRA DE DEUS!!!!

14 de agosto de 2009 19:36 comment-delete

Pastor,
Na minha humilde opinião, alguns pontos devem ser observados:
Concordo quando Senhor diz que o Diabo não criou nenhum ritmo musical;
Música, teatro, cinema, pintura, etc, são artes;
A diferença da música e das outras artes é que ela é única que foi criada no céu, antes mesmo da criação do homem, ao contrário das demais artes;
Música "do mundo" nada mais é do que a arte do céu sendo usada com o fim errado nada mais que isso;
É o mesmo que dizer que uma pessoa que é um bom cidadão, bom pai, pagador de suas contas não precisa de Deus porque não esta fazendo nada de mal, como é o argumento de que musica que nao fala nada demais é "do bem";
A questão é o fim para que ela foi inventada, assim como o homem sem Deus está sendo "utilizado" para o fim errado, a música que não seja pra Deus, também.

18 de agosto de 2009 17:39 comment-delete

Tenho certeza em meu coração como ministro de música we da palavra, que seria muito mais fácil (a léguas de distância) que o próprio Senhor Jesus cantaria: "Amigo é coisa pra se guardar no fundo do peito, com sete chaves" do que: "restitui, eu quero de volto o que é meu".
Reflitamos o que cantamos e quanto temos feito isso em nossos arraiás tupiniquins.

Deus abençoe a todos!

Alex Guimarães
24 de agosto de 2009 15:52 comment-delete

Caro Pastor Renato Vargens, estou deveras admirado de encontrar um ministro do evangelho com coragem suficiente para confrontar um assunto tão contraditório, e que na verdade deve e precisa ser abordado com toda a transparência possível para que o fanatismo obscurecedor seja dissipado do nosso meio. Sou músico e profundo observador de letras não só de hinos como de músicas seculares, ontem mesmo estava a ouvir "What a wondeful world" de Louis Armstrong, que coisa linda! que letra maravilhosa! em contrapartida, abomino a letra de alguns cânticos (jamais poderiam ser considerados louvores)e, que muitas vezes são entoados por pessoas que aqui postaram críticas às suas palavras, cânticos que proferem palavras de vingança e retaliação a inimigos físicos e que fazem alusão a "estarão na platéia e voce no palco" e blá, blá, blá... outros são considerados como "corinhos de fogo, e que a bem da verdade podemos considerar cultos a anjos (abominação a Deus) vou citar apenas um: "ele é Gabriel", esse sacrílego cântico não fala em Deus e muito menos em Jesus, mas o nome de Gabriel é dito 10(dez) vezes! e no final ainda diz "ele chegou aqui com todo poder, ele é Gabriel". Caros irmãos, não sejamos crianças no entendimento, o que o amado Pastor quis expressar é que devemos analisar a letra para avaliarmos o conteúdo, ou seja, não se deve abominar simplesmente por não ter sido gravado por um cantor evangélico.
Pastor continue assim, precisamos de pessoas esclarecidas espiritualmente, e que como você tenham o dom da palavra e do conhecimento e oportunidade de expressar-se. Não se deixe abater, pois as críticas de hoje abrem oportunidades de buscar respostas aos pés do Senhor, e que, com certeza lhes trará o verdadeiro esclarecimento com axiomas indiscutíveis acerca da essência da música.
um forte abraço e a Paz do Senhor!!

Luiz Antonio
24 de setembro de 2009 11:09 comment-delete

Prezado Pr Renato, é a primeira vez que vejo o seu blogger e leio os artigos referentes a música gospel.Quero dize-lhe que sou músico e ministro em uma igreja e já falei muito sobre a música secular. Vi em seus artigos coisas boas que concordei e outras não no que diz a ouvir música secular - acredito que temos que filtrar e reter o que será edificante, mas dizer que tal música é totalmente satânica aí sim é não ter conhecimento algum sobre o assunto.
Li também alguns comentários a respeito e também digo vi sim que alguns tem razão mas outros pensam que só ouvindo música cristã, lendo bíblia e que vão com Cristo na sua volta. E as outras atitudes não contam. Ao invés de criticarem, vão criar e escrerver um blog sobre o assunto. O meu já esta em construção http:/lfelixmuniz@blogspot.com
Parabéns Pastor pelos artigos. Temos sim que debater estes assuntos que muitas vezes nem são abordados deixando alguns cegos.

7 de outubro de 2009 15:19 comment-delete

Hoje, é amplamente crido que a Bíblia não diz nada a respeito do estilo que a música cristã deve ter e, portanto, somos livres para usar qualquer estilo de que gostemos, desde que as palavras sejam sãs. Esta é a filosofia que jaz no coração [que forma todo o alicerce] da Música Contemporânea Cristã, mas ela é falsa. A Bíblia realmente dá alguns princípios simples e cristalinamente claros sobre música, e eles podem ser adaptada para qualquer cultura e qualquer parte do mundo [ e a qualquer tempo e situação]. Nós os temos usado no sul da Ásia desde 1979. Eu me refiro a princípios tais como estes:

(1) A música cristã tem que ser espiritual e, portanto, não carnal. (Efe. 5:19; Col. 3:16; Gal. 5:16-17).
"Falando entre vós em salmos, e hinos, e cânticos espirituais; cantando e salmodiando ao Senhor no vosso coração;" (Ef 5:19 ACF)

"A palavra de Cristo habite em vós abundantemente, em toda a sabedoria, ensinando-vos e admoestando-vos uns aos outros, com salmos, hinos e cânticos espirituais, cantando ao SENHOR com graça em vosso coração." (Cl 3:16 ACF)

"Digo, porém: Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne. Porque a carne cobiça contra o Espírito, e o Espírito contra a carne; e estes opõem-se um ao outro, para que não façais o que quereis." (Gl 5:16-17 ACF)
(2) A música cristã tem que não parecer ter a mesma forma do mundo. (Rom. 12:2; Tia. 4:4; 1Jo 2:15-16).
"E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus." (Rm 12:2 ACF)

"Adúlteros e adúlteras, não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto, qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus." (Tg 4:4 ACF)

"De onde vêm as guerras e pelejas entre vós? Porventura não vêm disto, a saber, dos vossos deleites, que nos vossos membros guerreiam?" (Tg 4:1 ACF)

"Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo." (1Jo 2:15-16 ACF)

(3) A música cristã tem que não ser possível de ser associada com as trevas e a idolatria. (Efe 5:11; 1Cor 10:21; 1Jo 5:21).
"E não comuniqueis com as obras infrutuosas das trevas, mas antes condenai-as." (Ef 5:11 ACF)

"Não podeis beber o cálice do Senhor e o cálice dos demônios; não podeis ser participantes da mesa do Senhor e da mesa dos demônios." (1Co 10:21 ACF)

"Filhinhos, guardai-vos dos ídolos. Amém." (1Jo 5:21 ACF)

10 de novembro de 2009 21:06 comment-delete

Muitas pessoas são tão ignorantes como os seus lideres,ouvir uma musica muitas vezes fala com conosco,mesmo sendo chamada do mundo,ou será que já fomos arrebatados e não vivemos no mundo?Deus usa várias formas de se comunicar conosco,ou será que algum evangélico não acredita que Ele usou uma jumenta para falar com Balaão? Temos muitas musicas evangélicas que são mais mundanas que as do mundo,pois só tem apelo comercial.O que outrora diziam que a Som Livre da Globo(era uma emissora diabólica porque era de pessoas que invocavam religiões afro) hoje estão nesta gravadora e aparecendo no vídeo da emissora.Ouço muitas músicas que marcaram a minha vida quando jovem pois trazem ótimas recordações de tudo o que passei.Ouvir é uma forma de estarmos convictos do que queremos,ou será que quando estamos andando na rua e passa um carro ou um trio elétrico pedimos para desligar o som ou fechamos os ouvidos.Devemos sim reter o que é bom.Jesus andava com os pecadores e por isso foi descriminados pelos fariseus(os lideres religiosos da época)e com será hoje!

12 de novembro de 2009 10:12 comment-delete

Bom, logo de início, também lia muito os posts do "pr." Renato Vargens, embora que muito deles, na verdade a maioria estão totalmente desviados da verdade e não tem um pingo de resplaudo bíblicos,mesmo assim ainda tirava meu tempo de ler, querendo acreditar que o sr Renato estava querendo agradar o seu público, mas depois que o mesmo publicou em seu blog quanto ao ir em um estado de futebool eu vim observando melhor as sua postagens e agora eu concordo plenamente com o:

11 de agosto de 2009 15:49

espresso disse...
Pastor suas postagens são apenas falacias e o Senhor não usa bases bíblicas para seus posicionamentos.

CUIDADO! o sr Renato Vargens está totalamente desviado da sã doutrina, visto em afirmar na maioria de suas postagens que pela liberdade que temos em cristo o cristão pode fazer o que quiser, inclusive ouvir música mundana e está em ambiente mesmo sendo promíscuo a nossa fé em Cristo...

aqui não dá mais pra eu postar sobre a música, porém se o sr Renato aceitar este comentário, é provável que também buplicará sobre o próximo comentário que falarei sobre a música...
leia o meu próximo comentário...

14 de dezembro de 2009 11:41 comment-delete

a MÚSICA É TÃO ANTIGA QUANTO A CRIAÇÃO DOS CÉUS E DA TERRA. A PERFEIÇÃO ESTAVA NO JARDIN DO ÉDEN. QUANTO AO QUE NÃO FOI LÚCIFER QUE INVENTOU A MÚSICA VC TEM RAZÃO. Quando o diabo foi criado, Deus preparou para ele toda obra de seus tambores e de seus pífaros, etc... foi Deus quem fez a música e a instituiu como o mais célebre ato de adoração ao seu Nome. Mas pelo orgulho de ter recebido tal glória, o anjo da luz encheu seu coração de violencia e pecou, pelo que foi lançado fora do monte de Deus, profanando seus santuários, tornando-se um ser despresível aos olhos de todos, causando espanto a todos os que o conhecem.
O homem pretente ir além do que está revelado na palavra dse Deus, passando para o lado do diabo e de seus demônios, tornando-se agentes de satanás, Dt 10.10-12, cometendo tdo tipo de promiscuidade e com pactos diretos com satanás para obterem fortuna, fama, sucesso e poder. Muitos praticam necrofia, necromacia e feitiçaria, mas seus sons os tem levados ao profundo do inferno, cujas mortes tem estarrecidos seus fãs pelo mundo.
Como vemos a música desde o princípio da criação a música ja era conhecida entre os homens e Jubal foi o pai de todos os que tocam harpa e órgão-Gn 4:21. Mas anjo lançado fora da presença de Deus por causa de seu orgulho transformou-se em satanás (adversário) e em seu estado atual tem deturpado melodias e o sentido de músicas, já que a música está entre os dons naturais de maior beleza e singularidade concedidas ao homem pelo criador. Quando usada para glorificar a Deus, tem tido o poder de mudar vidas, influenciar poderosos, mudar sistemas de governos, curar emfermidades e curar abatidos, é capaz de realizar feitos grandiosos, exmplo: Paulo e Silas na prisão. Mas o som de certas músicas, na verdade a maioria, tocadas ao reverso revelam frases diabólicas escondidas e gravadas com ondulaçoes que o ouvido não pode captar, mas que entram no subconsciente, onde são decifradas. Esse método satânico gera impulsos de loucuras, depressão, transe, suicídios e convites a vícios terríveis. E satanás continua pervertendo milhoes de almas, colocando-as em transe, contaminando milhares de jovens com sons sensuais e alucinantes, tidos como "inofensivos" e que tem sido até mesmo trazido para dentro de igrejas cristãs. um exemplo de uma das mais terríveis e diabólicas bandas gospel brasileira é o Oficina G3 (oficina do diabo)onde rola só tudo nos shows de drogas a sexo.

é preciso muito cuidado, pois a maioria dos evangélicos estão usando a mesma expressão facial (tudo: argola, brincos, faces diabólicas, tatuagens com o nome das suas bandas, amuletos, enfim: tudo o que é do mundo)usam os mesmos gritos, os rítimos, sos assobios e os mesmos instrumentos musicais nos rocks e fanks que se dizem evangélicos(só não é o evangelho de Jesus e dos Aostolos, mas é evangélico).

Atente ´para a repreenssão de Amós 6:5" garganteiam ao som da lira, e inventais para vós instrumentos músicos. Leia em Amós 5:23. O crente quando canta, canta com objetivo e, se cantar música popular, macula aquela alma que Jesus está interessado em santificar.

quem sou eu? clika em jl martinns e verás

14 de dezembro de 2009 14:52 comment-delete

Pastor que texto excelente. Quero te contar a minha experiência nesse meio.

O crente aprende desde que é convertido que "musica que não fala de Deus é do diabo", dai levados pela ignorância e cegueira, passam a criar uma barreira em todas as músicas que nao citam Deus ou que nao seja de músico cristão. Já ouvi crente dizer que Tom Jobim é do diabo, pq não canta pra Deus, pode tamanha ignorância??

A culpa disso tudo são dos pastores que jogam isso e dos próprios crentes "papaigos" que propagam essa ideia ridicula.

EU já fui vitima disso, por burrice, quando me converti deixei de ouvir TUDO que gostava, vendi coleções de Cds que demorei anos para criar. Hoje, liberto dessa doutrina satânica que a igreja impõe, sou livre para ouvir meu jazz, blues, rock, mpb, bossa nova e tudo que eu considero BOA MÚSICA !

Cheguei a uma conclusão: Músicos cristãos competêntes ouvem música "secular", pq buscam nela além da curtição, um meio de estudo e até sustento. Agora músicos cristãos que são presos e incapazes, sentem medo da concorrência, por isso jogam que "música que não fala de Deus é do diabo".

Sofri muito com isso e hoje tento recuperar o tempo perdido e graças a Deus tenho conhecido uma infinidade de bons músicos.

Inclusive convido o senhor a visitar meu blog de música. http://www.jazzerock.com

Conheci seu blog hoje e já virei um fã devido aos seus artigos, passarei sempre por aqui.

Abraço e Deus abençõe

19 de janeiro de 2010 00:59 comment-delete

Que maravilha ler algo assim, tenho pena das esposas dos homens de mente atrofiada, pois jamais irao ouvir uma musica romantica dirigida a elas no dia dos namorados. Existem tantas musicas seculares dom letras lindas, que sao uma verdadeira riqueza.Existem musicas seculares que sao verdadeiro lixo,concordo, mas essas colocamos no lixo onde devem estar. Por outro lado existem musicas evangelicas que vao contra a doutrina biblica. Devemos ter discernimento quanto ao que ouvir. Que o povo de Deus possa abrir a mente para apreciar tudo de bom que Deus nos deu. O amor e lindo, cantado em prosas e versos. Hoje eu quero a rosa mais linda que houver, pra entregar ao pastor que escreveu o artigo. que Deus te abencoe e te de mais sabedoria.

Sol
25 de fevereiro de 2010 14:13 comment-delete

Hellooooooooo!
Se Salomão estivesse vivo, ele estaria enlouquecido com tanta FALTA DE SABEDORIA NO MEIO EVANGÉLICO!
Aos defensores da música e da atitude tão "cheia de boas intenções" da compositora, lembro que JESUS NÃO FAZIA MÚSICA PARA O DIABO! Ele dizia de forma direta: ESTÁ ESCRITO! A Bíblia está repleta de versículos de batalha e, o que o crente que tem sabedoria deve fazer, é MEMORIZÁ-LOS e usálos sempre que necessário, dizendo COMO JESUS, ESTÁ ESCRITO. SIMPLES ASSIM! Não precisamos PERDER TEMPO fazendo música pro inimigo!

Cida Martins
16 de março de 2010 20:06 comment-delete

Sei que li um pouco tarde este texto, mas aqui vai minha opnião.

Você como um inventor revoluciona o mundo dos 'açougueiros' inventando uma ultra-revolucionária faca de corte de carne. Bem todos ficam maravilhados com a invenção. Mas logo depois vem um indivíduo e 'atenta' um dos açougueiros a matar seu arqui-rival na cozinha, um açougueiro renomado. Pois este primeiro açougueiro tomado de uma fúria incontrolável decide, então, que deveria matar o açougueiro renomado. Pega a faca ultra-revolucionária e apunha-la por várias vezes o seu arqui inimigo. Este por sua vez morre.

Então, eu pergunto. Você como criador desta 'beleza' de instrumento você virou do 'lado negro da força'? E este instrumento ilibado que foi criado para um propósito bom mesmo assim ele foi instrumento do 'mal'? E isto pode?

29 de junho de 2010 08:46 comment-delete

Como você bem disse: o diabo não é criador de nada, nem do rock, samba, pagode, ele nada criou e sobre isso eu concordo plenamente.
Eu também concordo plenamente que a graça em comum foi dada por Deus para todos os que Ele quis, mas o problema é, para que eles usam esta graça em comum, este dom?
Deus deu o intelecto para o homem, o que o homem faz, cria armas para destruição em massa, Deus deu a vida para o homem e o que ele faz, vira as costas para o Criador. Com a música não é diferente, vemos por ai até músicas com letras boas mas isso dá pra contar nos dedos, infelizmente o homem entrega seus dons para o diabo, eu vejo vários cantores com musicas bonitas e no final eles oferecem para xango, exu, iemanjá e outros, isso em shows fazendo reverencias ou até mesmo em programas de televisão, “esta musica eu ofereço ao meu pai oxu”, ou “meu pai de santo disse para mudar de nome que eu voltaria a fazer sucesso” ou quando não é isso são palavrões embutidas em suas músicas.
O problema não é que todas as músicas que não louvam a Deus é do diabo mas é que o ser humano desperdiça o dom gratuito de Deus com pornografia, palavrões e/ou oferecendo para entidades.
Quando eu não conhecia a Cristo eu gostava muito dessas músicas que falavam em demônio tipo Iron Maden, Ozzi Osborn e outras nacionais com bastante palavrão, pois isso aliviava minha raiva, eu podia extravagar meus sentimentos maus através destas músicas. Mas depois que conheci a bondade do nosso Senhor, e digo foi num show evangélico na Apoteose, isso tudo mudou, meus sentimentos não são mais de raiva e ódio, mas sim de amor e expresso isso através da música de adoração para aquele quem um dia me amou mesmo sem eu querer.
Este tipo de assunto não leva a nada, eu não vou deixar de ouvir o que eu gosto só porque algumas pessoas acham que é errado, eu acho que o gosto de cada pessoa tem que ser respeitado e este tipo de postagem fere a quem só ouve musica evangelica, cuidado para não querer embutir nos outros o seu gosto musical.

19 de julho de 2010 10:33 comment-delete

Cada um tem sua profissão, e cada um cobra o que quer pelo seu trabalho, na verdade isso não é ministério e sim um trabalho normal que é digno de receber seu salário.
Eu sou analista de sistemas, trabalho para uma empresa como funcionario e tenho clientes particular, quando me pedem um serviço eu cobro meu valor, a empresa paga se quiser, não é obrigada, claro que tem profissionais com preços mais baixo mas eu tenho meu valor por hora de trabalho, assim eu acho que são os cantores, eles investiram horas de estudo, treinamento, cursos e na hora de trabalhar tem que dormir na casa de irmãos e cobrar miseros reais.
Cobrar seu preço não é pecado, pecado é roubar, cada um tem seu preço paga quem puder ou quiser, até que não é uma coisa de primeira necessidade.
As bandas normais cobram até R$ 120.000,00 com metade do pagamento depositado na hora de fechar e o restante pago antes do show, estariam eles errados também?
É para pensar. Porque tudo que o evangelico faz está errado?

19 de julho de 2010 10:49 comment-delete

Anderson,

O cara pode cobrar 1 milhão de reais desde que não diga que isso é ministério. Ministério é uma coisa absolutamente diferente disto que esta corja evangélica tem pregado.

Abraços,


Pr. Renato Vargens

19 de julho de 2010 10:52 comment-delete

Tanto tempo que eu perdi lendo esta sequencia de julgamentos!

Séries infinitas de hipóteses, suposições, porque a base bíblica está ou não está. Você pode olhar esta interpretação ou esta outra.

Esta religiosidade me afasta de Deus, só me coloca em dúvidas.

É isso que Jesus nos ensinou? Esse o caminho para a santidade?

Pensei que fosse: Ide por todo mundo e pregai o evangelho, todo aquele que crer e for batizado será salvo.

Me desculpem... eu sou um lixo. Já fiz um monte de coisa errada e sou incapaz de dizer: Isto vem de Deus, isto não vem de Deus.

Prefiro dizer: Pai, obrigado pelo Teu amor! Mostra pra MIM aquilo que lhe agrada! Afasta o mal da minha vida e derrama do teu Espirito Santo. Que o seu amor possa encobrir a minha multidão de erros. Me ensina a caminhar contigo Senhor Jesus! Separe de mim aquilo que ME afasta de ti. O Senhor sabe que eu não sou o caminho e que EU não salvo ninguém. Só o Senhor é o caminho e a salvação. Da-me a oportunidade de anunciar o seu amor e que isto complete a cada um e derrame da sua maravilhosa graça sobre aquilo que fazemos de errado. Quero ser parte de ti Senhor, quero fazer parte do único corpo. Me perdoa por ter me irritado com aqueles que postaram aqui também, pois sei que eles também são muito amados e importantes para ti. Vem unindo-nos segundo a sua multiforme graça.Amém

19 de julho de 2010 12:11 comment-delete

Realmente acho um abisurdo!
Ama postar reportagem jugando cantores que cobram pra irem as igrejas, ou o jeito extravagante que as pessoas adoram; ai vem com uma dessa: "eu ouço música secular!"
Poupe-nos de tamanha ridicularização!
Não se confunda por si proprio. A propia bíblia declara: Quem não é comigo é contra mim; e quem comigo não ajunta, espalha. Lucas 11:23
sE NÃO LOUVA A Deus é porque não é de Deus!!!
Seja justo por si proprio...Hipócrita, tira primeiro a trave do teu olho, e então cuidarás em tirar o argueiro do olho do teu irmão. Mateus 7:5. Aceita Jesus! E se o ja tiver feito, ao menos se converta! LEIA A BIBLIA E DEIXE DEUS TE USAR. NÃO QUEIRA USAR A DEUS

Su!
21 de julho de 2010 13:14 comment-delete

Tenho pena de tantos cristãos aprisionados por doutrinas religiosas que demonstram quão superficial é o relacionamento de seus seguidores com Deus. Tenho pena porque já fui um desses, que seguia cegamente a letra das escrituras e o que me diziam ser "a sã doutrina", confiando que com isso estaria agradando a Deus.

Irmãos, nenhum livro escrito por homem ou palavra proferida por homem é capaz de explicar a Deus, pois não é possível explicar o que não se compreende, e é impossível compreender ao que não se limita, e é impossível limitar a Deus. Ao invés disso, criamos um deus limitado que revela em sua essência as nossas próprias debilidades. Deus não se conhece por ouvir falar, só se conhece "vendo com os próprios olhos", como Jó o "viu". Busquem conhecer ao Deus de quem vocês leem e ouvem falar! Relacionamento com Deus se tem vivendo, não lendo livros (inclusive a Bíblia), ouvindo pregações e depois repetindo. Adorem a Deus em espírito e em verdade e vocês o conhecerão!

"A letra mata, mas o espírito vivifica". "E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará". "Se pois o filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres". Meditem nisso!

3 de agosto de 2010 21:28 comment-delete

Como sempre, gosto muito de suas postagens quanto a este assunto! O mais interessante é que os comentários de quem ainda acredita que música que não louva a Deus é do diabo são de pessoas que, aparentemente (pelo que escrevem e pela forma de redigir) têm pouca instrução educacional, isto prova o quanto os líderes das igrejas são vistos como "a última palavra de santidade" e quanto conseguem manipular as pessoas. Louvo a Deus pelo privilégio de ter tido uma boa educação e espero, sinceramente, que todos os brasileiros possam um dia dizer: "eu tenho educação de qualidade", para conseguirem pensar por si mesmos pesando as ideias, ao invés de reproduzirem falácias que, com certeza, estão vindo de seus líderes manipuladores.

17 de agosto de 2010 09:26 comment-delete

Ola!

Como músico e levita eu penso que com tantos compositores cristãos que Deus tem levantado não precisamos ouvir musica que não seja sacra, temos todos os estilos de música sacra a nossa disposição, entendo que não devemos nos conformar com esse mundo, Deus é a nossa fonte, não precisamos ir buscar conteudo de fontes que sabemos não ser abençoadas, porem existem pessoas que querem servir a dois senhores, querem estar na igreja e aproveitar um pouco do mundo, o diabo continua enganando as pessoas, é impossivel uma fonte profana jorrar alguma coisa sagrada ou que sirva para alimentar um servo de Deus, Deus sim tem alimentado os seus, acho que não precisamos ir buscar coisas no lixo, isso é saudade da "cebola do egito", temos que pensar na terra prometida, esquecendo o egito e suas "cebolas" e caminhando em direção ao que Deus tem para nós!


Obrigado, Deus abençoe a todos!

Samir.

Anônimo
20 de novembro de 2010 03:09 comment-delete

Samir,

"Como músico e levita eu penso que com..."

Levita? Por acaso alguém com nome Samir pode ser descendente de Levi? Assim como eu, você deve ser descendente de Ismael e não de Isaque->Jacó(Israel)->Levi.

Me explica essa história direito.

Raphael Amin

Anônimo
25 de janeiro de 2011 20:03 comment-delete

Persevere você vai vencer, pela fé em Cristo! você vai ser provado, mais você será mais que vencedor!

MÚSICA SABOR DE MEL, Artista: Apóstolo Paulo

Anônimo
25 de janeiro de 2011 20:24 comment-delete

Acho que não devemos fazer nada que não louve a Deus. O que, de maneira alguma, significa que devemos somente fazer coisas ligadas à religião.

Me entendem?
Por essa razão, creio que o título seja infeliz, mas compreendo perfeitamente.
Grande abraço!

25 de janeiro de 2011 20:36 comment-delete

Gente que povo maluco.. comparar Créu, Bonde do tigrão, e outras coisas com música ??? me poupe..

Concordo com o Pr. Renato. Deus nos deu inteligência para apreciarmos arte, a boa musica.

Quando falamos em Louvor a Deus é outra estória.. e não é o caso do texto.

25 de janeiro de 2011 21:58 comment-delete

Concordo integralmente!

25 de janeiro de 2011 22:13 comment-delete

muito bom e já podemos aproveitar e ouvir todas as musicas que foram encomendadas em templos ... porque no Brasil todas as musicas são para louvar a Deus. Perdão mas a realidade do nosso País é bem diferente.

26 de janeiro de 2011 00:06 comment-delete

Há um texto do Aldo Menezes mto bacana sobre o assunto: http://www.monergismo.com/textos/cultura/ritmo_zoroastro_aldo.htm

26 de janeiro de 2011 09:16 comment-delete

Aviso aos navegantes:

PARE DE COMER PÃO!

Algumas fontes me revelaram hoje de manhã que o padeiro da rua de vocês está envolvido em terreiros de macumba! O pão dele não glorifica a Deus! É do capeta! Saraváááááá´...

Me poupem, néh?!

Pr. Renato, Deus o abençoe!

Tô contigo e não abro!!!

26 de janeiro de 2011 10:40 comment-delete

Engraçado, melhor ouvir algumas músicas seculares do que ouvir muita das músicas gospel que são antropocentricas, essas são bem piores tem uma roupagem sagrada mas na verdade são profanas, transformam o culto a Deus em culto aos homens.
Lógico que é necessário bom senso na hora de ouvir música, principalmente se em uma outra língua, para saber o que se está cantando.
Visitem meu blog
http://ivancparecyjunior.blogspot.com/

26 de janeiro de 2011 10:43 comment-delete

Puxa, que assunto polêmico, não é?

Gostei muito do Pr. Renato Vargens ter levantado esse assunto, mas senti falta de importantes ressalvas para deixar as coisas mais claras, já que há tantas divergências entre os crentes a esse respeito.

Gostaria de contribuir um pouco para a discussão com algumas perguntas. Por exemplo:

* Música que não glorifica a Deus diretamente é o mesmo que música que denigre Deus e exalta o diabo?

* É pecado ouvir "As 4 Estações" de Vivaldi, ou a "9ª Sinfonia" de Beethoven? Eles não eram crentes - pode-se concluir que todas as suas obras musicais eram demoníacas e que crentes não devem, jamais, ouvi-las?

* Há muitos músicos cristãos que são carnais, vivem em pecado e cuja atuação no meio musical evangélico visa apenas fama, vaidade e dinheiro; ouvir as músicas deles nos tornaria mais ou menos pecadores do que ouvir músicas feitas por descrentes, mas cuja letra e/ou melodia não parecem ofender a Deus?

* Uma música cristã torna-se do diabo se for tocada num ritmo ou estilo diferente (como, p. ex., rock ou samba)?

* Ouvir música não-cristã cuja melodia e/ou letra não denigrem o nome do Senhor nem induzem a se glorificar o diabo, seria tão pecado quanto se ouvir músicas que exaltam coisas demoníacas?

* Será que a discussão, em vez de se concentrar em se devemos ou não ouvir música não-cristã, não deveria se voltar mais para nos exortarmos a usarmos de discernimento espiritual na hora de escolher as músicas cristãs e não-cristãs que desejamos escutar?

Bem, deixo essas questões para que alguns reflitam - pelo menos aqueles que se interessam em ler os comentários do blog.

Abraço a todos, e fiquem na paz de Cristo Jesus.

Ricardo Marques.

26 de janeiro de 2011 11:12 comment-delete

"E Jesus lhe disse: Ninguém, que lança mão do arado e olha para trás, é apto para o reino de Deus." (Lucas 9;32)

A minha fome de DEUS é grande, a minha vontade de louva-lo é muita, por isso não me sobra tempo para cantar outra coisa que não seja para seu louvor, honra, e glória!

Não concordo com a Caline Galvão quando diz "O mais interessante é que os comentários de quem ainda acredita que música que não louva a Deus é do diabo são de pessoas que, aparentemente (pelo que escrevem e pela forma de redigir) têm pouca instrução educacional".
Achei que mal gosto e preconceituoso!

DEUS em toda a sua uniciência está à procura de verdadeiros adoradores, que te adorem em Espírito e em VERDADE!

26 de janeiro de 2011 11:15 comment-delete

nem tudo o que ouvimos na musica secular e do diabo , bem como nem todos louvores que ouvimos na igrejas são para Deus .Examinai tudo e retende o bem .
Este e meu pensamento e respeito que seja diferente a isso
abraços e a paz .

26 de janeiro de 2011 11:30 comment-delete

O cuidado com a música secular é o seu conteúdo e pra quem ela é voltada. Todo cristão deve ficar atento a isso, buscando sempre discernimento espiritual para saber o que convém e o que não convém ouvir. A música é um instrumento que vai na alma, mexe com as emoções e o diabo adotou essa ferramenta por ser bastante sutil. Por exemplo, aqui na Bahia as maiores festas que o diabo comanda estão ligadas a música: CARNAVAL, SÃO JOÃO. Não é PECADO ouvir música secular, como também não é pecado atravessar a rua de olhos fechados. Mas deve existir sempre um cuidado para não trazer lixo para dentro do Templo do Senhor.
Particularmente não tenho prazer em música secular. Não consigo parar para ouvir, pois música pra mim é somente para adorar o meu Senhor.
A paz queridos

26 de janeiro de 2011 11:34 comment-delete

Assino em baixo e com sua permissão e os devidos créditos, vou repostar no Blog O Pastor, onde sou colaborador, posso? Quanto a discussão não vou entrar nessa, cansei.

"Conserva a fé, e a boa consciência, a qual alguns, rejeitando, fizeram naufrágio na fé". I Timóteo 1:19

26 de janeiro de 2011 11:37 comment-delete

Aguardo seu retorno quanto a repostagem, obrigado!

26 de janeiro de 2011 11:38 comment-delete

Percebo que meu primeiro comentário não foi publicado, logo este outro perdeu o sentido. Gostaria de saber se foi recebido pelo moderador! Pedia permissão para repostagem no blog O Pastor. No aguardo. Obrigado.

26 de janeiro de 2011 12:04 comment-delete

Xi o comentário tá ali, foi mal. kkkkkkkkk (Não publicar)

26 de janeiro de 2011 12:07 comment-delete

Eder,

Nenhum post seu foi bloqueado.
Vc tem minha autorização para publicar o texto.

Abraços,

Renato Vargens

26 de janeiro de 2011 12:31 comment-delete

Hoje indo ao trabalho, liguei o rádio e tocou essa música que achei até meio curiosa:

A oração é um combustível que faz o crente ir além do impossível
A oração é uma bomba que quando o crente ora o inferno se assombra
A oração é chave que abre porta aonde não existe porta
Quando você ora uma revolução no céu provoca

Faça como uma criança quando quer brinquedo
Chora, chora, pede, pede que não tem segredo
Pai do céu se incomoda, seja insistente

Quando você ora a oração é registrada
E a resposta tem até data determinada
Logo, logo o anjo vem lhe entregar o presente

A oração faz do trono Deus se levantar
Faça um teste comece a clamar que a vitoria vem aí
A oração acerta em cheio o coração de Deus
Ele não desampara um filho seu
Pode clamar que ele vai te ouvir
Pode clamar que ele vai te ouvir


Vou deixar toda hipérbole aplicada no começo e no final da música, como: 'A oração é uma bomba' e 'A oração faz do trono Deus se levantar' por conta da liberdade poética. :D

Mas o meio da música é curioso:
'Faça como uma criança quando quer brinquedo' - Não sei se é pecado mas, isso é maduro?!
'Chora, chora, pede, pede que não tem segredo' - É, pra pedir não tem segredo mesmo, mas precisa ser chato?! Deus ouve e sabe tudo antes de pedirmos.
'Pai do céu se incomoda, seja insistente' - Mais uma vez não sei se é pecado, mas já vi um cara insistir, e Deus dar uma leve patada nele dizendo: Não me fale mais neste negócio. Vide Deuteronômio 3:23-29.
'Quando você ora a oração é registrada e a resposta tem até data determinada. Logo, logo o anjo vem lhe entregar o presente' - Pode até ser, mas cuidado com 1 Pedro 3:7. :D
Brincadeiras a parte, não gosto dessa figura da oração. Parece o ShopTime (pedido registrado, entrega em até 7 dias).

Às vezes fico pensando que os compositores realmente acreditam nisso e estão sendo muito honestos. O que me preocupa não são eles e sim o crivo do povo que ouve.

Os dois maiores erros da massa consumidora de música evangélica hoje são:
1. Ler pouco a Bíblia: Se você não estuda a Bíblia, finda engolindo qualquer coisa que digam sobre Jesus e Deus.
Um exemplo clássico é o 'A voz do povo é a voz de Deus'. Não. A voz do povo é no máximo o grito da democracia. Mas o reino de Deus é teocracia. Democracia no reino de Deus dá em bezerros de ouro, cebolas do Egito, José vendido como escravo, Ismael versus Isaque, Rei Saul e etc.
2. Achar que toda música evangélica é um tratado teológico. O povo não lê a Bíblia, acredita em tudo o que se canta por aí e pela falta da orientação bíblica, surge um número absurdo de 'doutrinas' por causa das músicas. Por isso que não coloco tanta culpa assim nos artistas.
Se fosse assim, teríamos que evitar ler o livro de Jó por causa de Jó 1:21b: "... o SENHOR o deu, e o SENHOR o tomou: bendito seja o nome do SENHOR."
Que eu saiba, quem tomou algo de Jó foi satanás, ainda que por permissão de Deus.
E mesmo tendo falado essa frase famosa, mas equivocada vem Jó 1:22: "Em tudo isto Jó não pecou, nem atribuiu a Deus falta alguma."
Seguindo o livro de Jó, vemos cada bobagem que ele falou. E porque era sincero em seu relacionamento com Deus, ouviu a Sua voz, foi repreendido e por fim disse em Jó 42:3b, 5: "... Por isso relatei o que não entendia; coisas que para mim eram inescrutáveis, e que eu não entendia. Com o ouvir dos meus ouvidos ouvi, mas agora te vêem os meus olhos."

Os compositores escrevem muitas bobagens por aí e devem ser exortados. Mas nós também não podemos sair pegando qualquer texto/canção e transformando em doutrina, assim como não o fazemos com a Bíblia.

Um conselho: Ouça TUDO. Retenha o que é bom. Mesmo que seja apenas a letra. Mesmo que seja apenas o instrumental. Mesmo que seja apenas a intenção. O resto? Descarte. É nossa responsabilidade também.

26 de janeiro de 2011 13:38 comment-delete

Pastor, isso é uma grande heresia!!!!!!! olhe la, musica nao gospel é do diabo SIM. KKKKKKKKKKKKK
To brincando viu pastor,kkkkkkkkk. também nao creio que toda musica nao evangelica é do diabo.Se for usar a "lógica da inspiraçao" teremos que ver so programas evangelicos. SO! e olhe la que programas pq os "gospel" também nao sao tao sadios assim.
visita nóiz pastor: A VERDADE VERDADEIRA www.viniverdadeverdadeira.blogspot.com

26 de janeiro de 2011 19:34 comment-delete

Não li todos os posts pois são muitos e não sei se já foi questionado aqui, se já foi me perdoem....

Esses cristãos que defendem que musica "mundana" não é de Deus e que aos cristãos não convém ouvir são os mesmos que não perdem um capitulo sequer das telenovelas nem deixam de assistir aos filmes de hollywood (Inclusive Harry Potter)? Dois pesos e duas medidas não é mesmo? Minha paciência para os fariseus fica menor a cada dia que passa!

PS: Ótimo post

Paz!

26 de janeiro de 2011 21:01 comment-delete

Pastor Renato,fuquei encantada com seu blog..
Não sou mais evangélica a um tempo e muitas das coisas q o Senhor diz acho corretíssimas!
Muitos crentes não sao pensadores,são apenas repetidores de informação.Vi q o Senhor é diferente.
As pessoas tem uma idéia de Deus q me assusta.
Não o amam,somente o obedecem pq tem medo de ir pro inferno,ou porq querem o ''abençoador''q ele é.
Muitas vezes ouvi cançoes não evangélicas e pensei no amor de Deus e na sua infinita bondade para conosco.Um exemplo é ''What the world needs now'' é uma canção q nos faz chorar e nos leva a profunda meditação sobre o que realmente é importante.
Estou farta de pessoas julgando-me pelo seus critérios errados e mesquinhos.
Mas deveras me preocupo com o q Deus pensa a meu respeito.
Mas obrigada pelo seu blog
Me é bastante esclarecedor.

Adriana Santos
27 de janeiro de 2011 13:02 comment-delete

Graças a Deus por este artigo. A muito tempo eu compactuo com essas ideias, mas nunca tinha visto alguém falar sobre o assunto. Ao ler este artigo me sinto mais livre para adorar ao Senhor, sem hipocrisia.

29 de janeiro de 2011 19:54 comment-delete

Já ouvi dizer: a hora em que mais mentimos é quando louvamos a Deus.
Sabe por quê? Alguns louvores como; abro mão da minha vida por Tí; 24hs ainda é muito pouco(ALINE BARROS), entre outros... quer mentira maior que essa? Pois então, precisamos discernir, será que o que eu falo (ou canto) condiz com minha vida?
Tantos questionamentos FÚTEIS, ganham espaço no meio cristão, PRINCIPALMENTE evangélicos, "donos da verdade", Deus sonda os corações. O que Ele consegue enxergar quando você escuta musicas "mundanas"? Agora "aqui pra nós", não tem necessidade de levar em conta musicas do tipo; créu, bonde do tigrão, vou ser bem REDUNDANTE, não devemos trazer relevância a coisas irrelevantes. Não precisa nem comentar sobre essas musicas pornográficas, o que você acha que Deus pensa sobre elas?

29 de janeiro de 2011 21:11 comment-delete

Essa polêmica toda por causa das músicas que não falam em Deus,e que tal a gente falar um pouco das muitas músicas que falam em um deus que não é o Deus da bíblia e que um monte de crente tapado vive cultuando domindo após domingo em suas igrajas?Tenho ficado impressionado em ver cultos de confições positivas,auto ajuda,curandeirismo, enquanto Deus usa a mesma palavra que usou em isaias:não suporto este ajuntamento solene.Amigos, culto que não agrada a Deus,glorifica o diabo.E o que tenho visto é que cada dia mais a ignorância desse "povo de Deus"tem sido prato cheio pro diabo.Ah,quando pensarem em música do mundo,não precisa sintonizar numa rádio fm secular não,é só ficar atentos a alguns "louvores" cantados por algumas estrelas gospel,tem um monte de música do diabo mesmo usando o nome de deus.

Anônimo
10 de fevereiro de 2011 00:21 comment-delete

Finalmente alguém lúcido! Quem disse que satanás foi regente de louvor? Onde isto está escrito??????? A música é invenção de Deus, com certeza e saber tocar cantar, um dom!
Parabéns pela clareza de entendimento!
LIa

Anônimo
6 de junho de 2011 15:57 comment-delete

É exatamente esse meu ponto de vista!

Bjs e que Deus abençoe =)

20 de julho de 2011 14:11 comment-delete

A MÚSICA 'DO MUNDO'NÃO É DO DIABO MAS ELE ESTÁ INFILTRADO NELA: PRINCIPALMENTE NAS LETRAS!
QUANDO OUVIMOS UMA MÚSICA DE SUCESSO É FÁCIL PERCEBER QUE O POEMA NÃO TEM LIGAÇÃO NENHUMA COM O ARTISTA E SIM COM A HISTÓRIA DO DIABO (EX: 'VIVA LA VIDA' DO COLDPLAY, OU,'COMO UM ANJO' DO ZEZÉ DI CAMARGO E LUCIANO)...EU GOSTO DE MÚSICA, SOU MÚSICO, OUÇO BASTANTE MAS TENHO CONSCIÊNCIA DE QUE A VERDADEIRA MÚSICA É AQUELA QUE LOUVA À DEUS, POIS A MÚSICA DO MUNDO É FEITA PARA O HOMEM, O ALVO PRINCIPAL DO DIABO..
É ISSO AÍ! E QUEM NÃO ACEITA ISTO SÓ LAMENTO POIS É MAIS PURA VERDADE!

Anônimo
25 de junho de 2012 12:51 comment-delete

Pastor Renato, concordo com suas colocações e desejo que Deus continue iluminando sua mente para que através de seus escritos crenças bobas (criadas com o intuito de manter cristãos desavisados, não sob o Poder de Deus e sim sob o controle de seus pastores)sejam derrubadas. Acredito sim que é preciso ter discernimento ao escolher o que ouvir, seja música secular ou cristã ( não aprovo o termo gospel), em ambas há letras e melodias para a glória ou para a desonra do Criador, é só observar com cuidado, fica fácil identificar.
Alguns "hinos" são tão centrados no homem e em seus desejos e realizações pessoais ou pior, contém erros grosseiros, distorções das sagradas escrituras que eu me recuso a ouvi-los, assim como não frequento e caso entre como visitante me retiro de cultos e celebrações cheias de curandeirismos, afirmações positivas, determinações, adivinhações e heresias do gênero.

Ps1.: Fico assustada com comentários em que o ódio se disfarça de sabedoria e com irmãos dando mais poderes ao inimigo que a Deus.
Ps2.: Respeito o modo como cada irmão se relaciona com Deus, só não me sinto obrigada a compartilhar de coisas que considero erradas

23 de outubro de 2012 10:14 comment-delete

Meu querido Pastor Renato Vargens, antes de me colocar nesta questão um tanto complexa, gostaria de expressar a minha admiração pelo senhor, ainda que não o conheça pessoalmente, mas muito me alegra a sua postura com relação ao evangelho de nosso Senhor Jesus, contudo ontem precisei lhes perguntar a respeito desta questão, não para medir a santidade de alguém, mas para o nosso crescimento, porque eu mesmo ainda que não ouça musicas de impios (e muitas "gospel"), novelas e alguns programas idiotas vejo alguns filmes que acaba sendo pior do que algumas musicas, logo tecer julgamento deste tipo poderia constituir uma hipocrisia minha, porém bem sei, quando vejo um filme que não agrada a DEUS, pois tão logo me sinto envergonhado e até muito triste, agora gostaria de compartilhar algo pessoal, sempre li e meditei nas Escrituras pedindo a DEUS revelação e por sua graça desde o inicio de minha mocidade tenho achado graça diante do Senhor, mas em determinado momento em que eu passei a ouvir algumas boas musicas mundanas fui repreendido pelo Senhor, naõ estou tentando fazer com que algo pessoal se torne doutrina, longe de mim tal coisa, mas aconteceu comigo que não sou melhor que ninguém ao contrario careço da graça de DEUS todos os dias, contudo a minha base é as Escrituras, se não glorifica a DEUS não presta, se não traz edificação ao corpo de CRISTO não presta.
Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai. Filipenses 4:8

23 de outubro de 2012 11:24 comment-delete

Ah... Pastor Renato e claro que não concordo com esse erro crasso de que o querubin ungido estava no céu e era ministro de louvor... 1º ele não estava no céu quando pecou; 2º ele tinha uma obrigação que era guardar a terra; 3º Nunca foi chamado de Lucifer, ainda que possuia muita luz... é muita falta de conhecimento infelizmente!

23 de outubro de 2012 11:36 comment-delete

Eu só vejo neguinho meter o pau no Rock. E pseudofunk carioca???? Ninguém vai falar nada dele não???? Sei, vocês só falam de música, e o pseudofunk carioca NÃO É MÚSICA.

Eis a contrafação desta pergunta que não quer calar: toda a música que não adora o diabo é de DEUS????

VAMOS NOS CONVERTER!!!!

23 de outubro de 2012 13:25 comment-delete

Há uma exceção!
O funk brasileiro tocado nos bailes é do capeta! KKKK

24 de outubro de 2012 01:05 comment-delete

o que podemos dizer é que , o hino no Céu somente irá cantar quem conhecer.
E voz de harpistas , de músicos de tocadores de flautas e de clarins jamais em ti se ouvirá nem artífice algum de qualquer arte jamais em ti se achará , e nunca jamais em ti se ouvirá o ruido de pedra de moinho.
Apocalipse 18 : 22 23 24 .
A morte e a vida estão no poder da língua , o que bem a utiliza comerá do seu fruto. Provérbios 18 : 21.
Abraço.

27 de abril de 2013 07:06 comment-delete

então o highway to hell do ACDC é de Deus?

2 de novembro de 2013 03:05 comment-delete

primeiro anonimo,segundo,TODOS PECARAM SE U2 PECA VC TB AMIGO,,se fala da musica nao da pessoa por tras do som.A musica é som,sentimento,seja humano coma mor alegria,raiva,choro,etc,,,Cade os versiculos do que vc falou?O que alimenta o CRISTAO é parar de achar erros nos outros e viver sua vida,AMANDO DE VERDADE O PROXIMO,doque escuta blues ao que curte um SERTANEJO GOSPEL.saudaçoes,

27 de janeiro de 2014 04:14 comment-delete

Show suas perguntas,deixo meu comentario,sou multinstrumentista graças aminha força de vontade ,dedicaçao e mente aberta(cerebro)que usei para pensar que ser cordeiro de homens que dizem ser de Deus mas sao mais errados tao qto eu faziam eu de escravo.Nasci lar cristao e sempre amei a musica,e percebi que a Musica gospel sempre foi cover da secula,ou seja se lançar hoje a rave x,..tera rave x gospel ,e isso vem la de lutero,FALO MUSICA,Adorar a Deus é algo muito maior que musica(expressao de sentimentos atraves de som)..Se viver por exrcer a profissao de entretenimento é errado o que dizer dos que vivem USANDO NOME DE DEUS E GANHANDO FORTUNAS?Voltando assunto,fui retirado,SOFRI BULLYNG de crente e acho que isso é pior que ouvir um guns.Ao meus 17 anos tinha meus proprios instrumentos ,sem nenhum custo de igreja alguma,e tocava e ouvia o que eu queria,porem sempre ouvia essa ladainha FARISEUTICA SOBRE louvar adoraçao etc...EU ADOR A DEUS ATE NO SILENCIO,,,Digo a todos com toda certeza de vida que tenho que Deus ama anos independente de tudo,nos amou que deu seu filho e nao ta nem ai com essa montueira de bobagem,PENA É SABER QUE TEM MUITOOOOSSS AMIGOS MUSICOS E CANTORES QUE PODERIA CONTRIBUIR PRA FAZER O SOM,amusica na congregaçao mas agradavel,mas sao barrados por gente MAS PECADORA COM TEORIA DE MUNDANISMO QUE JA EXISTE DENTRO DA PROPRIA CONGREGAÇAO COM dinheiro,vaidade,e nem quero comentar.....Sigam exemplo de Jesus ,primeiro milagre numa festa e transformou a agua em vinho,ABENÇOU ELES,,O QUE É ABENÇOAR é fazer o bem,e o bem nao é aquilo que vc acha que é mas sim o que a pessoa precisa de bom pra sua vida.Amo a Cristo e Ele sabe o meu e o seu caminhos seja aonde voce estiver..abraço a todos.

27 de janeiro de 2014 04:48 comment-delete

Não sei não! O ritmo fala além da música! mais querer ver isso seria hipocrisia porque nossos hinos tradicionais que são belos, usam declaradamente ritmos do mundo! Mais não acredito que todo ritmo louva a Deus!

17 de fevereiro de 2014 22:06 comment-delete

MUSICA PROFANA X MUSICA SECULAR

LAMENTÁVEL ESSA EXPOSIÇÃO...

Você está equivocado com esta tese sobre musica. Você esta praticando eisegese, isto é, manipulado texto sagrado (ainda que não cite um) dizendo aquilo que o autor sacro inspirado pelo Espirito Santo NÃO diz. Sua exposição não tem base bíblica e conota uma espécie de cristianismo contemporâneo genérico destituído da essência da "sã doutrina" de Jesus.
Desculpe-me, mas você esta desnorteado espiritualmente. Precisa ler mais a Bíblia. Em Salmos 22:3 está escrito:

Porém tu és santo, tu que habitas entre os louvores de Israel.

O texto acima pastor, não diz que "Deus habita nos louvores mundanos e profanos" A musica secular profana tem como fonte inspirações em pessoas que vivem nas trevas (o mundo jaz no maligno I João 5:19 diz isso). Como Deus que é "Luz" pode receber da boca de um convertido a Ele, musicas oriundas das trevas? Me explica isso pastor...
Outra coisa: Deus habita nos louvores de Israel. Quem era Israel no contexto veterotestamentário nas mãos de Deus? povo escolhido para ser uma nação sacerdotal, isto é, ser luz para as nações gentílicas (cananeus, jebuseus, amorreus, etc) veja:
E vós me sereis um reino sacerdotal e o povo santo. Estas são as palavras que falarás aos filhos de Israel (Êxodo 19:6)
Hoje, nós (igreja), somos os verdadeiros israelitas. Veja
Porque não é judeu o que o é exteriormente, nem é circuncisão a que o é exteriormente na carne. Mas é judeu o que o é no interior, e circuncisão a que é do coração, no espírito, não na letra; cujo louvor não provém dos homens, mas de Deus (Romanos 2:28-29), ou seja nação de sacerdotes da nova aliança em Cristo Jesus (Ap 1:5-6) e luz do mundo. Veja: Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte
(Mateus 5:14).
Portanto pastor, o sua exposição está longe de ser uma exposição bíblica. Não passando de doutrina de homens.
Leia mais a Bíblia.

Eu poderia explanar com mais passagens bíblicas. Mas essas são suficientes para lhe mostrar o quanto você esta equivocado na Bíblia.

Marcio

18 de agosto de 2017 23:39 comment-delete