Posso ungir meu carro, trabalho ou apartamento?

Por Renato Vargens

"Pastor, por acaso o senhor tem óleo ungido aí? Estou querendo comprar um carro zero e para isso preciso tomar posse da bênção, ungindo o veículo. Sei que agindo assim, o carro será meu, oh glória!"

Bem, volta e meia ouço um pedido deste tipo. É gente querendo ungir, carro, apartamento, Xbox, computador e outras coisitas mais. 

Outro dia, um amigo me contou que havia conseguido um frasco de óleo ungido, e que em virtude disso iria ungir os cômodos de uma casa oprimida por satanás.

Ora, não quero chover no molhado, mesmo porque, o meu amigo Augustus Nicodemus, acabou de escrever um texto sobre unção com óleo, o qual subscrevo literalmente. (leia aqui) Todavia, julgo que seja importante escrever combatendo essa mania de alguns ungiram objetos com óleo. 

Caro leitor, vamos combinar uma coisa? Em que lugar do Novo Testamento nós vemos Jesus orientando os discipulos a ungirem objetos? Ou em que parte das Escrituras encontramos os apóstolos distribuindo óleo ungido para os fiéis?  Sinceramente me assusta a capacidade de alguns dos evangélicos em fabricarem distorções teológicas.

Para piorar a situação, o fabricação do óleo ungido se transformou num grande negócio, onde em nome de Deus, milhares de litros são produzidos com o intuito único de "untar" o necessitado de bênçãos espirituais.

Prezado amigo, o que me chama atenção, é que a igreja evangélica brasileira advoga a causa de que estamos vivendo momentos de um genuíno avivamento. Outra vez lhe pergunto: Será? Que avivamento é esse, que não produz frutos de arrependimento? Que avivamento é esse que não muda o comportamento do crente? Que avivamento é esse que não tem as Escrituras como fundamento e base?

Pois é, acredito piamente que os conceitos pregados pelos reformadores precisam ser resgatados e proclamados a quantos pudermos.

Alguma coisa precisa ser feita!

Pense nisso!

Renato Vargens

13 comentários:

Falou pouco mais falou bonito!!!!E o tal e ungir os orgãos genitais...eita povo que ta precisando de Jesus. Abraços.

OBS1: depois quando tiver tempo da uma passada no meu blog e diz como esta: www.julianofabricio.com

OBS2: Sabe se ja tem apostolo ungindo blog...hehe. acho que é o contrario...preferem pinchar uma maldição.

OBs3: Continue nessa luta!!!!

13 de junho de 2012 14:13 comment-delete

Caro Renato,

Não sou teólogo profissional (mas creio que todo cristão é teólogo), mas acredito que tais coisas se repetirem e se perpetuarem através das gerações seja o mesmo erro que o povo de Israel cometeu no deserto. Tiveram medo e pediram Moisés como intermediador.

Porque temos tanto medo de Deus? Porque confiamos tão pouco? Porque ainda não aprendemos nada sobre perdão? Porque ainda apelamos para intermediários?

Quando penso nessas coisas me alegro ainda mais nas palavras do Mestre: "Se vocês permanecerem firmes na minha palavra, verdadeiramente serão meus discípulos.
E conhecerão a verdade, e a verdade os libertará".
João 8:31-32

Atenciosamente,

Diogo Kobbi
13 de junho de 2012 16:02 comment-delete

Isso é uma verdadeira "romanizacao" do protestantismo. É um tal de copo dagua na hora da oração, para depois beber. Uma rosa ungida, um lenço não sei do que... esse povo esta precisando é ler a palavra de Deus e ser liberto de tanta manipulação e engano.

Anônimo
24 de junho de 2012 23:28 comment-delete

Não vejo problema usar o óleo para ungir algo.
O problema é achar que os demônios vão sair correndo quando verem o vidrinho.
Isto faz lembrar dos filmes de vampiros que tem medo de aguá benta.

16 de junho de 2013 11:25 comment-delete

Pastor Renato,

O povo está tão acostumado com as crendices populares das antigas benzendeiras associadas às tradições católicas que aceitam tudo sem pestanejar ou agir "bereanamente"...

Ouvi de meu pastor (Rev. Célio Miguel da Silva - www.ipfarol.org.br) que ele foi chamado por um irmão de uma congregação nossa para orar pelo carro novo que ele tinha acabado de comprar. Pastor Célio tentou convencer ao irmão que ele não precisaria fazer isso, mas o irmão insistiu e o reverendo disse que iria para agradecer a Deus pela bênção permitida ao irmão.
Ao chegar na porta da igreja, o pastor se depara com a alegria do irmão diante de seu "veículo": um "possante" carrinho de pipocas...
O Reverendo conta que fez o agradecimento a Deus não somente pelo "veículo" que Deus permitiu ao irmão adquirir, mas principalmente pela fé demonstrada pelo irmão e pela oportunidade de falar da graça de Deus aos presentes naquela "unção" do carrinho de pipocas...

Que o Senhor cumpra em nós o Seu querer sem que precisemos derramar qualquer gota de óleo sobre coisas.
Quanto derramar sobre pessoas, basta cumprir o que a Escritura nos diz em Tiago 5.14: "Alguém está doente? Deve mandar chamar os anciãos da igreja, e estes devem orar sobre ele e derramar um pouco de azeite em cima dele, invocando o Senhor para que o cure."

Lembrando que o que cura não é o óleo/azeite...

17 de junho de 2013 09:42 comment-delete

Tenho um amigo meu que esta de olho em uma super gata, como se fala hoje em dia capa de revista, como a igreja dele unge até unha encravada e fimose falei para ele comprar um vidro de óleo e ungir a moça pra tomar posse.

19 de julho de 2013 17:58 comment-delete

Pastor Renato, explique-me esse versículo:
Está alguém entre vós doente? Chame os presbíteros da igreja, e orem sobre ele, ungindo-o com azeite em nome do Senhor;
Tiago 5:14

30 de janeiro de 2014 12:35 comment-delete

Ungir pessoas doentes. Além disso na época o azeite era usado para passar nas feridas, a fim de curá-las.

13 de janeiro de 2016 19:16 comment-delete

Não há óleo ungido amigo, não existe isso, o que deve haver é fidelidade entre vc é Deus, óleo não vai impedir nada se vc não estiver na comunhão com ele. Isso são coisas do mundo, tanto óleo, quanto imagens, quanto pedra, lenços e etc.

25 de outubro de 2016 19:28 comment-delete

Ótimo texto Renato, porém acredito na unção, não do óleo mas de quem o manuseia. Objetos inanimados realmente não fazem a diferença, porém o próprio Deus os usou a seu favor e do seu povo, como simbolo do seu poder. Por que um homem ou uma mulher de Deus não pode ungir uma casa declarando aquele lugar propriedade de Deus? Certa vez recebi uma orientação do Senhor para visitar a cada membro da comunidade e ungir os umbrais da porta como fez o povo de Israel antes de sair do Egito como forma de identificação para não sofrer, fiz isto e os resultados foram tremendos, quer dizer que não podemos ter este tipo de intimidade com o Senhor, ao ponto de obedecer em coisas especificas? Acredito que somos escritores, teólogos, filósofos... d+ e muito pouco espirituais! Temos muitos erros por parte dos pentecostais, porém não menos que todas as outras linhas...

7 de dezembro de 2016 15:08 comment-delete

Mais uma vez Pr. Renato muito boa a abordagem como as muitas que tenho acompanhado. Fico triste como as pessoas interpretam a biblia cada um de acordo com a sua necessidade. A biblia deve ser sempre interpretada apartir de uma ótica espiritual, sempre sobrepujando o material.
A palavra que foi um dia inspirada quando escrita mas precisa ser revelada aos corações para produzir SALVAÇÃO, que é o objetivo principal.
A unção com óleo tem conotação de remédio para os tempos das escrituras e é tipo e figura do derramar do E.S. nos dias de hoje. A oração da fé (imposição de mãos dos presbiteros) mediante mediante unção com óleo (derramar do E.S.) sarará o enfermo. O material, neste caso simbolizado, fica para traz, e o que se justifica os atos de unção (material) em nome da fé nos nossos dias dentro das igrejas é somente a razão humana, que não consegue enxergar a revelação que é o lado espiritual da letra.

Um abraço a todos e fiquem com APDSJ!

"Entre vocês há alguém que está doente? Que ele mande chamar os presbíteros da igreja, para que estes orem sobre ele e o unjam com óleo, em nome do Senhor.
E a oração feita com fé curará o doente; o Senhor o levantará. E se houver cometido pecados, ele será perdoado".

Tiago 5:14-15

7 de dezembro de 2016 15:26 comment-delete

Simplesmente falou tudo!!!

10 de dezembro de 2016 01:35 comment-delete

o óleo nao tem eficacia alguma porem acredito que isso desperta e estimula a fé de alguns, ate porque Jesus usou alguns metodos exp. cuspindo na terra e fazendo lodo.
embora o óleo esta sendo usado em nome de Jesus isso faz com que em si mesmo esse nao tem valor algum .
quando seus discipulos vieram a ele e disseram que uns que nao andavam com ele estavam expulsando demonios Jesus os repreendeu dizendo aqueles que nao sao contra nos sao por nos.
pois expulsavam em nome de Jesus
e isso é o mais importante nao a forma e sim que o nome de Jesus seja apregoado

16 de março de 2017 10:22 comment-delete