Deus pela sua graça e bondade, tem mediante o Espírito Santo regenerado um número incontável de pessoas levando-os a experiência da salvação. Contudo, não são poucos aqueles que em virtude da vida pregressa que tiveram longe do Senhor, não sabem como lidar com o cônjuge que ainda não foi regenerado pelo Senhor.

Diante do exposto, elenco abaixo cinco dicas que lhe ajudarão a testemunhar da sua salvação para seu marido ou esposa, senão vejamos:

1- Ore por seu cônjuge e peça a Deus momentos oportunos para testemunhar do evangelho no momento certo.

2- Compartilhe de sua fé. Conte ao seu cônjuge o que lhe aconteceu. Da Graça de Cristo que lhe envolveu, do perdão dos  pecados, e da libertação da culpa.

3- Se necessário, peça perdão pelos erros, pecados cometidos, bem como falhas na forma de lidar com o seu cônjuge.

4- Mostre ao seu cônjuge com atos e atitudes a sua regeneração e conversão. Se gritava não grite mais; se brigava por qualquer motivo, não o faça mais; se era um péssimo esposo, mostre que mudou; se era murmurador, comporte-se de forma diferente.

5-  Aos maridos digo: me sua esposa como cristo amou a igreja, dedicando-se e servindo a ela. As esposas, sejam submissas aos seus maridos no temor do Senhor.

Pense nisso!

REnato Vargens


"O país perdeu a inteligência e a consciência moral. Os costumes estão dissolvidos, as consciências em debandada. Os carácteres corrompidos. A prática da vida tem por única direcção a conveniência. Não há princípio que não seja desmentido. Não há instituição que não seja escarnecida. Ninguém se respeita. Não há nenhuma solidariedade entre os cidadãos. Ninguém crê na honestidade dos homens públicos.

Alguns agiotas felizes exploram. A classe média abate-se progressivamente na imbecilidade e na inércia. O povo está na miséria. Os serviços públicos são abandonados a uma rotina dormente. O Estado é considerado na sua ação fiscal como um ladrão e tratado como um inimigo. A certeza deste rebaixamento invadiu todas as consciências. Diz-se por toda a parte, o país está perdido."

Esta sentença, foi escrita por Eça de Queiroz em 1871, ao emitir sua opinião sobre o estado  de    putrefação que se encontrava Portugal. 

Engraçado que ao ler estas malfadadas frases, a impressão que tenho é que estamos lendo os Jornais do  Rio de Janeiro, São Paulo ou Brasília.

Pois é,  mesmo diante os escândalos denunciados pela Lava-jato, alguns ainda afirmam que o Brasil com o PT tomou jeito! Aliás, falando em PT, por acaso que você já reparou que os filiados deste partido, fazem dele uma "religião" cujo deus infalível é o ex-presidente Lula?

De fato é impressionante a quantidade de petistas que se indignam (além da conta) quando alguém discorda de suas opiniões emitindo um parecer contrário aos seus. Um exemplo disso é a forma como os seus militantes reagiram a ação da polícia federal na casa de Lula, quando este recebeu o mandado de condução coercitiva.

Pois é, o que me assusta é que mesmo diante da maior crise da Republica, adeptos do "lulapetismo" comportam-se como cegos, fechando os olhos para a roubalheira e corrupção existente nesse país.

Isto posto, é nítido que o PT é muito mais que um partido, é uma religião que cega o entendimento dos seus adeptos.

Pense nisso!

Renato Vargens