07 coisas que um cristão genuíno não deseja encontrar num culto



Antigamente as pessoas procuravam uma igreja perto de suas casas, hoje já não o fazem mais, visto que nem sempre encontram perto de seus lares igrejas saudáveis. Posso afirmar sem sombra de dúvidas que a distância deixou de ser um empecilho pra muita gente, mesmo porque, o povo cansou do blá-blá-blá proferido por pastores despreparados. Digo mais, muitos não suportam mais os discursos da confissão positiva, ou repetições descabidas do tipo "diga para o irmão que está ao seu lado", ou "repita comigo". na verdade, o povo mais do que nunca quer uma igreja BÍBLICA, cristocêntrica, centrada nas Escrituras, não importando com isso, ter que andar quilômetros de ônibus, moto, carro e bicicleta. 

isto posto, resolvi escrever sete coisas que um cristão genuíno não deseja encontrar num culto:

1-) Um cristão genuíno não deseja encontrar no culto pregações humanistas, antropocêntricas cujo foco seja a satisfação do homem.

2-) Um cristão genuíno não deseja encontrar no culto louvores e canções centradas nas necessidades dos homens.

3- Um cristão genuíno não deseja encontrar no culto o chamado "reteté" de Jeová onde o que importa são sensações místicas não fundamentadas na santa Palavra de Deus.

4- Um cristão genuíno não deseja encontrar no culto pregações de autoajuda de cunho  estritamente psicológico.

5- Um cristão genuíno não deseja encontrar no culto uma liturgia centrada no dinheiro e prosperidade.

6- Um cristão genuíno não deseja encontrar no culto jargões, repetições e pregações cujo inspiração não são as Escrituras.

7- Um cristão genuíno não deseja encontrar no culto um pastor ou pregador personalista que teima é roubar para si a glória de Deus.

Pense nisso!

Renato Vargens 

3 comentários:

Muito edificante tudo isso. Mas algo que me incomoda muito são aqueles pregadores cuja performance se assemelha com um narrador de futebol. Não consigo acompanhar o que ele fala, volto portanto sem o alimento da Palavra.

17 de julho de 2017 22:54 comment-delete

Muito bom mas também me sinto incomodada com pregações onde a itriducaoe começa com a história do personagem e se vai meias hora ao invés de ir direto ao assunto.

30 de julho de 2017 14:45 comment-delete

Muito oportuna essa mensagem porque é o que vem acontecendo em muitas igrejas.

4 de agosto de 2017 20:05 comment-delete